fbpx
Entre em contato conosco! +55 (11) 3042-8618 (11) 98924-7431

5 ferramentas para lives e webinars que você tem que conhecer

Sempre recebemos por aqui dúvidas sobre como organizar uma boa live. Em um outro post, falamos sobre o porquê de fazer lives e webinars, e as especificidades de cada rede social. Agora, vamos mostrar as ferramentas para lives que costumamos usar ou já usamos.

Anote, pois a febre das lives e webinars veio para ficar. Aqui na agência, vemos muitas empresas que perceberam grande vantagens em investir neste tipo de conteúdo. Temos um cliente, por exemplo, que costumava divulgar uma pesquisa importante com um evento presencial em sua sede. Sempre deu certo. O evento era super concorrido e a imprensa ajudava a multiplicar o alcance.

Então, resolvemos realizar uma live pelo Facebook. Resultado: mais de 10 mil pessoas já assistiram! Nos comentários, temos vários profissionais de fora do eixo Rio-São Paulo agradecendo pela oportunidade de ver a pesquisa em primeira-mão. Esse é apenas um exemplo que ilustra o poder dessas ferramentas de comunicação. Vamos ao que interessa: confira abaixo a nossa lista de ferramentas para lives e webinars:

1. StreamYard

Essa é a nossa queridinha do momento. É a que usamos em quase todas as lives, exceto nas do Instagram e nas que requerem tradução simultânea. Permite até seis pessoas na tela e dez na sala. A ferramenta dá um link de convite para os palestrantes e cada um pode entrar do seu computador. Além da integração automática com Facebook, Twitter, Youtube e LinkedIn, ainda permite a transmissão via RTMP. Isso quer dizer que dá para usar em outras redes próprias e no Workplace. Muito útil também para a comunicação interna.

Vantagens:  sem dúvidas, a maior vantagem é a facilidade da operação, permitindo colocar e tirar até seis pessoas com diferentes templates, alternando falas e, até mesmo, trocando convidados. Qualquer pessoa consegue operar a live com um rápido tutorial. É muito fácil personalizar o template, deixando o visual bem bonito e seguindo o seu branding.
Desvantagens: só funciona 100% no Chrome pelo notebook. Outro ponto é que cabem apenas 10 pessoas na sala, além das seis do streaming. Eu já tive de fazer lives com plateia e precisei usar o Zoom.
Preço: existe uma versão gratuita, mas ela possui algumas limitações na customização e no número de lives por mês. A versão paga é bem em conta, em torno de 25 dólares por mês.

2. BeLive

Antes de descobrirmos o StreamYard, usávamos a BeLive. Mudamos por duas necessidades: a primeira é que a BeLive não permite a transmissão via RTMP e aqui temos necessidade de fazer lives no Workplace do Facebook para os clientes de comunicação interna. Além disso, cabem no máximo quatro pessoas ao mesmo tempo na tela e já precisamos fazer live com mais palestrantes.

Vantagens:  as vantagens são as mesmas do StreamYard, facilidade de uso e de customização. As duas plataformas, inclusive, possuem interfaces bem parecidas.
Desvantagens: tem menos funcionalidades que o StreamYard e é mais cara. Essa ferramenta permite colocar apenas até quatro pessoas na sala e não possui a transmissão via RTMP.
Preço: existe uma versão gratuita, mas ela possui algumas limitações na customização e no número de lives por mês. A versão paga é bem em conta, em torno de 30 dólares.

3. Zoom

o Zoom viu o seu valor de mercado disparar durante a pandemia do coronavírus. Certamente é uma das empresas que mais cresceu neste período. E o motivo é claro: oferece a solução mais completa para a realização de lives e webinars.

Vantagens: o Zoom tem duas funções, reuniões e webinars. Nas reuniões, todo mundo se vê. Essa é a opção mais usada e intuitiva. Em um clique, você consegue fazer o streaming no Facebook, Youtube ou Workplace. Já nos webinars, temos um palco virtual e uma plateia. Para eventos grandes, é o ideal, pois a plateia entra com o microfone fechado e é moderada pelo host. O público pode mandar perguntas pelo Q&A e pelo chat ou pedir para falar levantando a “mão virtual”. O próprio Zoom permite a criação página de inscrição, caso o evento seja fechado, e de e-mails de confirmação. Mas confesso que o template não é lá essas coisas. Algumas amigos que fazem treinamento dizem que também é uma ótima opção para isso também uma vez que permite dividir as pessoas em salas para dinâmicas.
Desvantagens: é uma ferramenta mais cara e é preciso ter algum conhecimento para operar. Há poucos vídeos e treinamentos sobre Zoom em português e é difícil achar documentação. Outro ponto mais complexo é a customização dos templates e dos leterings. Essa opção está bem escondida e exige algum conhecimento técnico. Precisamos revirar a internet para achar tutoriais. A empresa andou na mídia por conta de alguns problemas de segurança.
Preço: existe uma versão gratuita que limita as reuniões a 40 minutos. A versão paga começa em torno de 15 dólares/mês o pacote básico + 40 dólares/mês para a funcionalidade de webinar.

4. Microsoft Teams

Descobrimos por um cliente que o Teams tem funcionalidades parecidas com as do Zoom para lives e webinar. Achei sensacional, pois muitas empresas já assinam essa ferramenta .

Vantagens: com os eventos do Teams Live, os usuários podem transmitir conteúdo de vídeo e de reunião para grandes audiências online. Os convidados não precisam ter licença para assistir à transmissão.
Desvantagens e preço: acho que essa opção é válida para empresas que já utilizam o Teams. Quis trazer essa dica, pois já vi clientes que têm essa ferramenta contratada e acabaram pagando também o Zoom desnecessariamente. Ambos oferecem funcionalidades parecidas. Neste link, vocês conseguem tirar todas as dúvidas sobre como usar o Teams e ver se a sua licença permite usar essa funcionalidade.

5. OBS Studio

Essa ferramenta é um pouco diferente das anteriores, mas não poderia deixar de citá-la nesta lista, pois é a queridinha dos profissionais de streaming, da galera que trabalha mesmo com isso.

Vantagens: é a principal ferramenta da streaming do mercado e é gratuita. Tem todas as funcionalidades para uma live profissional com múltiplas câmeras e cortes. Quem quer aprender a usar encontra ampla documentação na internet, com inúmeros tutoriais mega detalhados no Youtube.
Desvantagens: é uma ferramenta mais técnica, mais difícil de operar, para quem realmente quer entender do riscado. Não é para fazer transmissões remotas, cada um na sua casa, como as demais citadas nesta lista.
Preço: gratuita.

Cadastre-se na nossa newsletter!